Preço da cirurgia plástica só é obtido mediante a avaliação de um cirurgião especialista

Preço da cirurgia plástica só é obtido mediante a avaliação de um cirurgião especialista

A fanpage do Dr Samuel Orige está sempre recebendo dos seus seguidores inúmeras solicitações de orçamentos e preços das suas cirurgias plásticas. Afinal, quem está pensando em realizar alguma cirurgia, primeiro faz várias pesquisas, principalmente pela internet, para depois se decidir, no entanto, nenhum cirurgião plástico credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) tem autorização para repassar orçamentos, sem que avalie pessoalmente o paciente. O descumprimento desta regra é considerado antiético pela classe e o médico fica sujeito à penalidades.

Além desta ser uma determinação da SBCP e do Conselho Federal de Medicina (CFM), sob a resolução de nº 1836 de 2008, cujo impacto pode ocasionar problemas ao profissional, refere-se a algo bem mais do que isso. É também uma forma encontrada para defender um bem muito precioso: a saúde humana, e o não abuso da prática por parte de quem oferece este serviço, porque acredita-se que a vida de pessoas não é como um produto o qual recebe uma etiqueta de preços. Sem sugestões, nem concorrências, não existe um valor já calculado para o profissionalismo dedicado à saúde. Então, lembre-se: Não adianta pedir o preço da cirurgia via internet, para isso você precisa ir até o médico selecionado por você!

Agora que você já sabe que não há outra forma “segura e legal” de saber o valor da sua cirurgia plástica a não ser consultar com um cirurgião plástico, entenda melhor o porquê da divulgação ser proibida. E mais, você não ficará totalmente sem uma resposta! Veja 5 itens referentes às despesas de uma cirurgia plástica que mesmo sem o valor, você já poderá ter uma ideia melhor de todo o custo envolvido, e assim poder planejar esse sonho tão aguardado.

 

Por que o valor de uma cirurgia plástica não pode ser divulgada?

  • O que levou à proibição foi a prática antiética da cirurgia plástica, com empresas anunciando planos de financiamento em panfletos, outdoors, jornais e mídia eletrônica.
  • Os planos oferecidos eram enganosos pois acontecia muito dos pacientes assinarem o contrato para a realização da cirurgia, e somente depois faziam a consulta com o cirurgião, e caso algo os impediam de proceder-se a uma cirurgia, era muito difícil de reaverem o dinheiro.
  • Foi então determinada a resolução Nº 1.836/2008 pelo conselho médico para combater esta prática indevida, que proíbe a divulgação dos custos dos procedimentos.
  • De acordo com a resolução só é revelado o valor se o paciente passar por uma avaliação individual pelo cirurgião plástico. Sendo assim não é permitida a realização de consultas virtuais, sem que possa conhecer o caso e principalmente os anseios do paciente. É na consulta inicial que suas características serão analisadas e um planejamento cirúrgico específico será feito.
  • Com esta determinação, o paciente não é mais lesado financeiramente e também há mais garantia da sua segurança. Afinal, a cirurgia plástica é coisa séria! Ela começa bem antes do ato cirúrgico, inicia desde o primeiro contato com o médico em que ele avalie o paciente e define a melhor indicação para ele, que corresponda às suas expectativas. Sem um correto plano cirúrgico, que possa identificar possíveis complexidades ou impedimentos aumenta-se muito o risco de complicações pós-cirúrgicas.

 

Então, como saber quanto gastarei com uma cirurgia plástica? Saiba os 5 itens de possíveis despesas da sua cirurgia plástica, que podem ajudar você a se planejar melhor!

A Resolução Nº 1.836/2008 diz que:

“cabe ao médico, após os procedimentos de diagnóstico e indicação terapêutica (realizados durante uma consulta), estabelecer o valor e modo de cobrança de seus honorários, observando o Código de Ética Médica, referente à remuneração profissional”.

Antes de determinar o valor, o médico precisa avaliar a(o) paciente, ver seus exames e traçar um plano inicial. As despesas geralmente envolvem:

1 – Honorários do cirurgião.

2 – Gastos com hospital ou centro cirúrgico.

3 – Honorários do anestesista.

4 – Gastos com medicamentos.

5 – Exames médicos.

Fazer orçamento, pesquisar, comparar valores, querer saber logo qual o preço de uma cirurgia estética não é nenhum pecado, e você é livre para buscar qualquer informação. Contudo, é nosso dever aqui deixar bem claro que divulgar o valor da cirurgia plástica é contra o que determina a ética médica e é a maneira de garantir a sua segurança. Fique sempre a vontade para fazer perguntas sobre o procedimento de seu interesse, só lembre-se de que você só saberá o valor depois do agendamento para a consulta com o seu cirurgião! Busque indicações, marque a avaliação e aguarde! Com base nos custos de anestesista, de internação, medicamentos, você agora já sabe que pode ir pensando qual hospital gostaria de fazer a sua cirurgia e se preparar para gastos com exames pré-operatórios! Apenas encontre um cirurgião habilitado e de sua confiança e faça uma boa avaliação!

Se você gostou de saber destas informações e acredita que tiraria a dúvida de outras pessoas, compartilhe este post nas suas redes sociais! 

Nenhum comentário

Publicar um comentário

× Conversar